História do Escotismo

O Fundador do Escotismo, Robert Baden-Powell, carinhosamente chamado por nós, escoteiros, de B-P, utilizou a palavra “escoteiro’’ por que ela significava, de maneira genérica, explorador, montanhista, mateiro guia, navegante, missionário, descobridor, pesquisador e todo aquele que “vai à frente“, para descobrir caminhos por onde poderiam seguir os demais.

No nosso caso, o escoteiro é também aquele que:

  1. Vive aventuras com amigos;
  2. Faz atividades divertidas;
  3. Explora, acampa, aprecia a vida ao ar livre;
  4. Investiga, aprende, cresce;
  5. Conhece pessoas diferentes e lugares distantes;
  6. Ajuda as pessoas;
  7. Aprende coisas diferentes;
  8. Deseja ser melhor a cada dia.

Além disso, participa de uma Fraternidade de mais de 40 milhões de jovens e adultos, garotos e garotas em todo o mundo; e, de um Movimento com mais de cem anos de história, pelo qual já passaram mais de 500 milhões de pessoas. Ser escoteiro é isso tudo e muito mais! Contudo, acreditamos que acima de todas essas definições, ser escoteiro é comprometer-se a viver de acordo com a Promessa e a Lei Escoteira.

E como começou esse Movimento?

Um dia, em meados de junho de 1907, B-P enviou cartas a diversas famílias, pais de meninos de 11 e 12 anos de idade, velhos amigos do Exército, pais de membros da Companhia de Brigada de Rapazes (movimento juvenil já existente à época), jovens de escolas secundárias do governo, empregados em fazendas ou filhos de operários convidando-os para uma atividade que se tornaria o primeiro acampamento escoteiro realizado. Nessas cartas, ele dizia: ‘’Me proponho a realizar um acampamento com 18 garotos para aprender exploração, durante uma semana, nas férias de agosto’’.

O local escolhido para o primeiro acampamento foi a Ilha de Brownsea, na Inglaterra. Alguns meses depois, em janeiro de 1908, B-P publicou os fascículos do “Escotismo para Rapazes”, vendido em tiragens quinzenais, e que se revelou um sucesso, com os jovens se organizando em patrulhas para realizar as atividades sugeridas. Em maio daquele ano B-P lançou uma edição completa, na forma de livro. Foram os próprios jovens que começaram o Movimento Escoteiro, reunindo-se em Patrulhas, e só depois surgiram as Tropas, os Grupos Escoteiros e as Associações.

Promessa Escoteira

A promessa escoteira sintetiza o embasamento moral do Movimento Escoteiro. No momento da Promessa, os membros do Movimento comprometem-se voluntariamente a conduzirem-se de acordo com a orientação moral do Movimento, reconhecendo a existência de deveres que têm de ser cumpridos. Os elementos da Promessa Escoteira estão contidos nos Princípios do Movimento Escoteiro.

“Prometo, pela minha honra, fazer o melhor possível para: cumprir meus deveres para com Deus e minha Pátria; ajudar o próximo em toda e qualquer ocasião; e, obedecer à Lei Escoteira”

Lei Escoteira

Honra, integridade, lealdade, presteza, amizade, cortesia, respeito e proteção da natureza, responsabilidade, disciplina, coragem, ânimo, bom-senso, respeito pela propriedade e autoconfiança.

Quando Baden-Powell idealizou a Lei Escoteira, decidiu não estabelecer leis proibitivas, mas conceitos para formação de pessoas benévolas, para que, desta forma, o jovem escoteiro tivesse onde se espelhar e pudesse se orientar.

Os dez artigos da Lei Escoteira

  1. 1. O ESCOTEIRO TEM UMA SÓ PALAVRA; SUA HONRA VALE MAIS DO QUE A PRÓPRIA VIDA.
  2. 2. O ESCOTEIRO É LEAL.
  3. 3. O ESCOTEIRO ESTÁ SEMPRE ALERTA PARA AJUDAR O PRÓXIMO E PRATICA DIARIAMENTE UMA BOA AÇÃO.
  4. 4. O ESCOTEIRO É AMIGO DE TODOS E IRMÃO DOS DEMAIS ESCOTEIROS.
  5. 5. O ESCOTEIRO É CORTÊS.
  6. 6. O ESCOTEIRO É BOM PARA OS ANIMAIS E AS PLANTAS.
  7. 7. O ESCOTEIRO É OBEDIENTE E DISCIPLINADO.
  8. 8. O ESCOTEIRO É ALEGRE E SORRI NAS DIFICULDADES.
  9. 9. O ESCOTEIRO É ECONÔMICO E RESPEITA O BEM ALHEIO.
  10. 10. O ESCOTEIRO É LIMPO DE CORPO E ALMA.

Valores do Movimento Escoteiro

Missão

A missão do escotismo é contribuir para a educação do jovem, baseado em sistema de valores baseados na Promessa e na Lei Escoteira, ajudando a construir um mundo melhor, aonde se valorize a realização individual e a participação construtiva em sociedade.

Visão

O Movimento Escoteiro, é um movimento global que produz uma real contribuição na criação de um mundo melhor.

Princípios do Escotismo

A Organização Mundial do Movimento Escoteiro define como Princípios do Escotismo:

  1. 1. Dever para com Deus (crença e vivência de uma fé, independentemente de qual seja);
  2. 2. Dever para com os outros (participação na sociedade, boa ação, serviço ao próximo);
  3. 3. Dever para consigo próprio (crescimento saudável e auto desenvolvimento).